O Árabe

Idéias, sentimentos, emoções. Oásis que nos ajudam a atravessar os trechos desérticos da vida...

sexta-feira, 16 de junho de 2017

O CUSTO E O BENEFÍCIO


Fazeis as vossas escolhas.
E, se assim é, deveis pagar o preço por cada uma delas; porque vos caberá usufruir dos benefícios que cada uma vos trouxer. Àquele que comerá o pão, cabe plantar e colher o trigo.
Antes de cada decisão, pesai bem o custo e o benefício. Para que no futuro não vos visite o arrependimento, quando o custo vos parecer demasiado alto para o benefício de que desfrutastes.
Em verdade, é nisto que se resume a ciência da Vida. Porque nenhum benefício existe, que não corresponda a um custo; e nenhum homem poderá recusar-se a fazer a colheita do que plantou.
O homem que em seu coração acolhe o amor, colherá as suas alegrias; não se furtará, todavia, às suas dores e incertezas. E ao que escolhe a solidão, caberá viver a sua paz e a sua tristeza.
Atentai, portanto, para o custo e o benefício. Pois sois os artífices dos vossos sorrisos e das vossas lágrimas; de nada valerão o choro e o ranger de dentes, quando a Vida vos trouxer a conta.
Acostumai-vos a esta realidade. Porque hoje caminhais no mundo da matéria, onde tudo tem um preço e até o que chamais de amor cobra retribuições a cada passo, para continuar existindo.
Custo e benefício: esta é base sobre a qual se assenta o vosso mundo. E, porque o homem é imediatista por excelência, buscais o benefício momentâneo, sem atentar para o custo que um dia virá.
Esta, eu vos tenho dito, é quase sempre a origem dos vossos sofrimentos. E, entretanto, mais facilmente o homem reclama do Universo, do que admite ser o responsável pelo hoje que construiu.
Não ligais aos vossos amores, e lamentais, quando se vão; não vos dedicais ao vosso trabalho, e desesperai-vos quando o perdeis; não cultivais a gentileza, e enfurecei-vos quando não a recebeis.
Praticais a imprevidência e lastimais o desamparo; exercitais o egoísmo e não aceitais o isolamento; empenhai-vos na vingança e não vos conformais quando alguém não vos concede o perdão.
Eu vos pergunto: e como poderia ser diferente? Não existe benefício sem custo, e não há custo que não traga em troca um benefício. Deveis estar prontos para pagar o custo, se almejais o benefício.
Assim como estudais o custo de um bem que pretendeis adquirir, deveríeis analisar o custo que pode advir de vossas ações, antes de praticá-las; isto vos pouparia de muitos prejuízos no futuro.
Não o fazeis, porém; em vossa ingenuidade egocêntrica, acreditais que podereis furtar-vos ao custo, após desfrutar do benefício. Esqueceis que esta não é uma lei dos homens, mas do Universo.   
E não a podeis descumprir. 


Música:
http://ohassan.dominiotemporario.com/marco/1_richard_claydermen_el_mundo.mid

26 Comentários:

Blogger ✿ chica disse...

Verdadeira, acertada e linda mensagem ..Quando escolhas são feitas ,tudo deve ser levado em conta! abração, lindo fds e nova semana! chica

17 de junho de 2017 02:28  
Blogger Fá menor disse...

Muito bom. Temos mesmo de reflectir sobre isso. Urge sermos previdentes.

Boa semana, amigo!

18 de junho de 2017 12:30  
Blogger Arco-Íris de Frida disse...

Tudo na vida se baseia no plantio e na colheita...assim é o mundo...plantar e colher os frutos daquilo que plantou...
Árabe, desejo que se encontre bem, lhe desejo paz e luz...
Beijos...

18 de junho de 2017 19:43  
Blogger Maria Luzia Araujo disse...

"Acostumai-vos a esta realidade. Porque hoje caminhais no mundo da matéria, onde tudo tem um preço e até o que chamais de amor cobra retribuições a cada passo, para continuar existindo."

Boa tarde Árabe!

Verdade, tudo na vida tem seu preço, chamadas cobranças, infelizmente! A meu ver, não existe coisa pior que alguém fazer algo por mim e na primeira oportunidade cobrar de alguma forma pelo que fez, acho triste! Não costumo aceitar nenhuma retribuição por nada que eu faça por alguém na minha vida. Prefiro não fazer, a pensar em recompensas. Amei o texto, amei tudo, de verdade! Tenha uma semana com paz e saúde. Obrigada e um abraço.

19 de junho de 2017 11:01  
Blogger Teresa Isabel Silva disse...

Ora aqui está um texto para nos deixar a pensar!

Bjxxx
Ontem é só Memória | Facebook | Instagram

20 de junho de 2017 05:14  
Blogger Ailime disse...

Boa tarde meu Amigo e bom Árabe,
Um texto repleto de pérolas de sabedoria.
Quando fazemos as nossas escolhas em jovens há por vezes uma certa imaturidade que não ajuda a pensar bem no custo benefício de certas atitudes que tomamos.
Penso que com o decorrer do tempo e da idade já vamos ponderando melhor esses aspectos nas decisões e escolhas que fazemos.
No entanto muita matéria neste belo texto para pensar e reflectir.
Desejo-lhe continuação de boa semana.
Um beijinho,
Ailime
(Sobre a música, na interpretação de Richard Clayderman apenas encontrei We are the world? Será;))?

20 de junho de 2017 11:38  
Blogger © Piedade Araújo Sol disse...

assim é...se semeares terás colheita daquilo que semeou
mas nem sempre nós fazemos as nossas escolhas bem, ou pelo menos, nem todas assim se reflectem.
temos de nos guiar pela rectidão e só assim seremos felizes.
um belo texto cheio de ensinamentos, como sempre!
beijinhos
:)

21 de junho de 2017 09:30  
Blogger Vera Lúcia disse...


Olá amigo Árabe,

Excelente e belo texto sobre uma incontestável verdade.
Avaliar bem as escolhas é fundamental para a boa colheita dos resultados ou consequências.
Você salientou uma aspecto importante e que ocorre com frequência, ou seja, reclama-se do que foi construído pela imprudência ou insensatez humana sem reconhecer-se a própria responsabilidade na infeliz colheita.

Linda a música, como sempre!

Deixo registrado meus agradecimentos pelo sua usual atenção e carinho. Foi um prazer interagir com você nesse mundo virtual. Somente tive a ganhar através de suas importantes e lindas reflexões.
Desejo-lhe tudo de melhor.

Grande abraço.

21 de junho de 2017 11:47  
Blogger luna luna disse...

Sem duvida que tudo tem um preço, temos de expurgar por aqui ou quando da passagem, mas tudo o que fazemos de bom ou menos bom será, pesado na balança. bjs

21 de junho de 2017 14:09  
Blogger Marli Terezinha Andrucho Boldori disse...

Boa noite, Árabe,
tudo tem seu preço e cabe a cada um de nós sabermos o certo e o errado.
Já sabemos que a semeadura é opcional, mas a colheita é certa, é que vamos colher exatamente
o que plantarmos, por isso, vale a pena estarmos voltados para o amor, semeando
boas sementes para que o amor brote em todos os lugares.
Grande abraço!

21 de junho de 2017 15:34  
Blogger Marina Fligueira disse...

No cabe duda amigo, lo que sembramos es lo que recogemos claro que si o, eso se dice, mas sabemos que hay personas muy, con mucha suerte diría yo, ¡puesto que no siembran precisamente la mejor de las simillas! Y, por lo que se ve, están re cogiendo buena cosecha.
No entiendo muy bien el porqué. Aunque, no se la envidio ni mucho menos.

Es un buen texto, me ha gustado leerte, maestro.
Te dejo mi gratitud y mi estima siempre.
Un abrazo muy fraterno y hasta septiembre. Si dios quiere.

Se muy -muy feliz.

22 de junho de 2017 11:47  
Blogger Mariazita disse...

Amigo Árabe
É bem verdade que a colheita corresponde à sementeira que fizermos.
Não podemos esperar bons frutos se nos limitarmos a deitar a semente à terra. O bom resultado exige cuidados, doutro modo a colheita pode-se perder.
Óptimo texto, digno da maior reflexão.


PS – Obrigada pela presença e palavras tão gentis na minha CASA

Bom Fim-de-semana
Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

23 de junho de 2017 02:47  
Blogger O Árabe disse...

Não é, Chica? Se temos o direito de escolher, temos também o dever de aceitar as consequências das nossas escolhas; afinal, sempre podemos mudar os nossos caminhos. Obrigado, minha amiga; bom fim de semana!

23 de junho de 2017 07:20  
Blogger O Árabe disse...

Urge, Fa; em cada hoje, construímos o amanhã! Obrigado, amiga; bom fim de semana.

23 de junho de 2017 07:21  
Blogger O Árabe disse...

Estou bem, Arco-Íris, obrigado; e você, amiga, como está? Bom fim de semana, fique bem!

23 de junho de 2017 07:22  
Blogger O Árabe disse...

Verdade, Maria Luzia! Acho que fazer o bem é algo que já traz em si mesmo a recompensa: a alegria de poder ajudar alguém. Que outra recompensa precisaríamos? Obrigado, minha amiga; bom fim de semana.

23 de junho de 2017 07:23  
Blogger O Árabe disse...

Pensemos, então, Isy; afinal, cada dia nos traz novas escolhas! :) Bom fim de semana, obrigado.

23 de junho de 2017 07:24  
Blogger O Árabe disse...

Concordo inteiramente com você, Ailime: só o tempo e as consequências de escolhas erradas nos ensinam a escolher melhor. O conhecimento da Vida, infelizmente, só chega com o passar dos anos. Obrigado, amiga; bom fim de semana!

23 de junho de 2017 07:26  
Blogger O Árabe disse...

Com certeza, Piedade! Esse é o elemento que deve nortear todas as nossas escolhas, pois ninguém pode ser feliz, se não estiver em paz com a sua consciência. Obrigado, bom fim de semana!

23 de junho de 2017 07:31  
Blogger O Árabe disse...

Obrigado, Vera, e você tem razão: mais nos ocupamos de reclamar, do que reconhecemos a nossa própria participação nos eventos que nos trouxeram à situação atual. :) Espero que possamos continuar interagindo, até porque a atenção e o carinho são reflexos do que recebo de você, através de suas mensagens. Espero que seja breve a sua ausência, amiga; bom fim de semana!

23 de junho de 2017 07:36  
Blogger O Árabe disse...

Será, Luna; e de nada poderemos reclamar, pois somos o próprio fiel da balança! Obrigado, bom fim de semana.

23 de junho de 2017 07:37  
Blogger O Árabe disse...

Concordo inteiramente, Marli, e agradeço o sensato comentário. Bom fim de semana, amiga; obrigado!

23 de junho de 2017 07:38  
Blogger O Árabe disse...

Eu acredito, Marina, que aqueles que parecem ser recompensados por atitudes indevidas ainda não estão realmente colhendo; apenas aproveitando a entressafra. :) Mas sei que, algumas vezes, assim realmente parece. Obrigado, minha amiga; bom fim de semana!

23 de junho de 2017 07:42  
Blogger O Árabe disse...

Inteiramente de acordo, Mariazita: "Não podemos esperar bons frutos se nos limitarmos a deitar a semente à terra. O bom resultado exige cuidados, doutro modo a colheita pode-se perder.". Grato pelo sensato comentário e não agradeças pelas visitas: estar em tua CASA e ler o que postas é sempre um momento de reflexão e crescimento. Bom fim de semana!

23 de junho de 2017 07:45  
Blogger Olhos de mel disse...

Quem sente a dor é que geme, Árabe. Difícil é o outro entender, quando não se está bem. Não é por causa de custo benefício, mas por situações que independem da própria vontade. São circunstâncias, que poderiam acometer quaisquer um. Aliás, sofremos as consequências, de ações praticadas por outrem.
Enquanto estamos bem, somos luz, tudo a nossa volta está bem. Mas, quando a situação se inverte, a paciência, a compreensão, se vão. Mas tudo faz parte. O custo x benefício, advêm de escolhas que precisamos fazer. Acho que não se aplica em situações amorosas. É difícil quando pensamos nisso. Aliás já me vi nessa situação algumas vezes, mas em nenhum momento, avaliei por essas bases. Mas sim com o coração; e ele foi decisivo, quando me decidi. As vezes, ele faz escolhas, até sem se ter benefício. Creio que quando envolve amor, sentimento, isso não vem ao caso. Olha o exemplo de Jesus? Ele nunca parou para avaliar se seu amor, teria custo, nem benefício. Ele simplesmente ama seus filhos.
Beijos

29 de junho de 2017 19:34  
Blogger O Árabe disse...

Mas é isso mesmo, Olhos de Mel. Para Ele, esse era o maior benefício: ver os Seus filhos felizes; e isso compensou todo o custo, entende? Eu, sinceramente, acredito que a relação custo/benefício aplica-se, sim, a tudo na vida; não necessariamente a bens materiais, claro, até porque o maior benefício que podemos ter não é a riqueza, mas a paz; o estar bem consigo mesmo. Obrigado, bom resto de semana; fique bem.

29 de junho de 2017 20:04  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics Clicky